ChampNews Banner

Boletins de Avaliação - Conferência Oeste

Por: Guilherme Silva (GuilhermeSilva8)

09-06-2019

D' Angelo Russell (POR) tem sido um dos principais responsáveis pela boa temporada em Portland, até ao momento.

Começa a ser um clássico do ChampNBA (e dos bons) quando Guilherme Silva nos brinda com os boletins de avaliação a meio da temporada. Todas as equipas são avaliadas consoante o trabalho desenvolvido e, também, os resultados conseguidos. Será que existem "A's" na conferência Oeste? É ler para perceber!

 

 

DALLAS MAVERICKS (26-18) B-

 

No papel estes Mavs têm tudo para ser o grande adversário dos Lakers no Oeste, mas a prática não o tem demonstrado. Com uma super temporada de Anthony Davis (30ppg, 12rpg e 2.69bpg) e contando ainda com épocas muito consistentes de Steph Curry, Hassan Whiteside, Jamal Murray e Avery Bradley, os 59% de vitórias até agora na época não demonstram o real poderio duma das poucas equipas que venceu LA até agora. A tendência será sempre para melhorar, e todos sabem que em playoff tudo pode acontecer, mas estes Mavs têm tudo para continuar a dar passos em frente.

 

DENVER NUGGETS (23-22) B

 

Os Nuggets apresentaram-se nesta temporada de cara lavada. Depois de um draft perfeito onde escolheram Jayson Tatum, conseguiram trocar por um dos melhores postes do jogo, Karl Anthony-Towns, um movimento de risco calculado em virtude do seu contrato estar a expirar, mas que prometia trazer frutos. O objectivo passará sempre por conseguir o playoff (só assim há hipótese de KAT renovar), e o apesar da concorrência a época até agora parece encaminhada nesse sentido. A nota só não é mais elevada pela turbulência acerca do seu futuro, pois poderemos estar a falar num futuro pós-KAT.

 

GOLDEN STATE WARRIORS (26-16) B+

 

Mais uma das notícias habituais: o céu é azul, a relva é verde, e os Warriors estão no top3 da conferência. A consistência é o nome do meio destes Warriors, e apesar duma mudança na equipa mais a pensar no futuro do que no presente, parece certo que os Warriors baterão a concorrência e acabarão lá por cima no fim da época. O roster parece continuar a ser curto para bater de frente com os super-Lakers, mas Jorge Ferreira dará a luta habitual. BAM BAM!

 

HOUSTON ROCKETS (20-26) C

 

Depois de uma offseason tranquila, os Rockets decidiram mexer e trazer Jrue Holiday e Josh Richardson, com Kemba Walker e Evan Turner a fazerem o caminho inverso, mas nem isso catapultou a equipa de Pedro Dias para lugares de playoff. A 3.5GB do último lugar de acesso e com equipas como os Kings e os Suns a morderem os calcanhares, vai ser um desafio lá chegar, apesar do roster chegar perfeitamente para isso. O recorde de 20-26 pode ser atenuado pelo azar com as lesões, é certo, mas este roster pode e deve fazer melhor.

 

LOS ANGELES CLIPPERS (13-26) D

 

No início da temporada Sérgio Marques revoltou-se quando alguns GMs deixaram os Clippers fora das 8 equipas apuradas para o playoff, mas certamente esperaria estar melhor do que uns miseráveis 33% a meio da temporada. A equipa voltou a apostar tudo no presente, e com as contratações de John Wall, Rudy Gay, Evan Fournier, Aaron Gordon e Jusuf Nurkic - um 5 totalmente diferente do início da temporada - esperava-se bem mais do que isto. O futuro, esse, continua a parecer bastante negro para os Clippers que já muito dificilmente chegarão ao playoff este ano.

 

 

LOS ANGELES LAKERS (38-3) A+

 

O que há mais a dizer destes Lakers? Muda-se o GM, o rendimento e o domínio absoluto da liga continuam intocáveis. Com apenas três derrotas até agora na temporada, tudo o que não for um caminho sem grandes sobressaltos até ao anel parecerá uma desilusão, mas dificilmente alguém apostará contra isso.

 

MEMPHIS GRIZZLIES (12-32) C

 

É difícil avaliar o trabalho de alguém que veio ainda muito recentemente, mas até agora o trabalho do ex-campeão parece ter uma base muito clara: limpar o máximo de maus contratos possíveis e pensar no futuro. Até agora o objectivo tem sido cumprido, mas só o futuro dirá no que isso se irá materializar.

 

MINNESOTA TIMBERWOLVES (13-31) C-

 

Os Wolves estão numa espécie de limbo. Precisam de reconstruir mas estão carregados de contratos pesados e que dificilmente alguém pegará em breve, e os jovens do plantel deixam um pouco a desejar no que toca a montar um roster competitivo à sua volta. Com 55M entalados em contratos longos de jogadores como Kevin Love, Marcus Smart, Monta Ellis ou Andre Roberson, o futuro não promete ser meigo com os Lobos, a não ser que algo mude drasticamente, e o GM consiga começar a libertar os pesos pesados do plantel.

 

NEW ORLEANS PELICANS (20-18) B-

 

Mais uma equipa que fica difícil de avaliar já que andou envolvida na dança de cadeiras que afectou vários GMs esta época. É preciso lembrar que estes Pelicans estiveram nas meias finais de conferência na última temporada, depois de vencerem os Mavs na primeira ronda, e este ano esperava-se mais um passo para estabilizar a equipa no topo, mas tal ainda não aconteceu. Com Chris Paul a chegar e Oladipo e Jaylen Brown a fazerem o caminho inverso, veremos com estes Pelicans se vão comportar até ao fim do ano, perante tanta concorrência de nível.

 

OKLAHOMA CITY THUNDER (25-19) B

 

Mais uma época tranquila da equipa de João Tempera até agora. Marcada pelo falhanço na aquisição de Kawhi Leonard até agora (era o passo que provavelmente catapultava esta equipa para outro nível), os Thunder parecem estar a fazer um hiato no que diz respeito às movimentações de roster. A concorrência aperta, e OKC quer finalmente mostrar que é mais do que uma equipa que é eliminada na primeira ronda do playoff, depois de falhanços frente aos Blazers e aos Jazz em épocas consecutivas, veremos se a ansiada vitória chegará este ano.

 

PHOENIX SUNS (17-24) B+

 

A offseason foi boa, a temporada está a ser dentro dos conformes - dificilmente o playoff seria o objectivo pelos lados do Arizona - e as movimentações de roster parecem ser correctas para atacar o futuro de forma assertiva. As armas estão todas no sítio, os Suns estão numa boa posição, mas veremos como esse futuro prometedor realmente se vai materializar - essa será a verdadeira prova de fogo para Aurélio.

 

 

PORTLAND TRAIL BLAZERS (31-20) A

 

Rookies, ponham os olhos. Já alguma gente apostava num brilharete nos Blazers esta época, e Filipe Pardal não desilude. 60% de vitórias até agora, terceiro lugar na conferência, aquisição de elementos como D'Angelo Russell e Dwight Howard, no Oregon vivem-se tempos de euforia com uma equipa que rapidamente deixou o passado para trás e mostra que veio para ficar. Independentemente do que aconteça daqui para a frente, esta já é uma temporada de viragem em Portland.

 

SACRAMENTO KINGS (20-26) C+

 

Os Kings são outra das equipas que estão num limbo acerca do seu futuro. Devem trocar Parsons e uma das duas picks por um jogador consagrado e tentar atacar já nesta temporada, ou devem realmente abdicar deste ano e juntar dois jovens a um bom roster e tentar adicionar ainda algo mais de futuro? A resposta só Pedro Gaifém a tem, mas parece certo que mais uma vez, depois da troca de KD, os Kings têm o futuro nas suas mãos e isso é sempre algo a elogiar em equipas assim.

 

SAN ANTONIO SPURS (14-25) C

 

Os Spurs pareceram querer dar um passo atrás para dar dois em frente na próxima temporada, mas ainda há (muito) trabalho a fazer. Se Hardaway (expirante) e Dinwiddie se têm destacado este ano, a verdade é que a equipa ainda está presa a contratos de Kanter, Jeff Green, Jerami Grant ou Brandon Knight para realmente conseguir fazer barulho na próxima free agency.

 

UTAH JAZZ (26-21) B

 

Época turbulenta dos Mormons de Salt Lake City. Pedro Rodrigues é o terceiro (!) GM da temporada até agora, e o tempo em que esteve à frente da equipa até agora dificilmente serve para fazer uma avaliação concreta do seu trabalho até à data. O relevante é que até agora os Jazz continuam com um excelente roster e no 6ºlugar da conferência, algo condizente com as expectativas iniciais sobre o roster. Contudo, com DeRozan, Cousins, Ingram ou Randle na equipa, o tecto desta equipa parece ser ainda maior do que o lugar ocupado actualmente.

 

ChampNBA: Home | Regulamento
©2019 ChampNBA Basketball League. All rights reserved.