ChampNews Banner

Skills, 3's, Dunks and Stars

Por: Filipe Pardal

18-07-2017

Lebron James (BOS) levou para cara o prémio de MVP do jogo Allstar.

Ninguém tinha dúvidas que o fim-de-semana Allstar do ChampNBA iria ser um grande espectáculo, mas a verdade é que houve mesmo a confirmação: foi espetacular! Desde bases a serem batidos no Skills Challenge, até à primeira vitória da Este em quatro anos, existiram vários motivos que resultaram num evento de grande nível.

 

O pavilhão encheu logo cedo, na tradicional noite de sábado à espera do "Big Baller Brand Skills Challenge". Na liga de participantes constavam os nomes de: Klye Lowry, Kemba Walker, Giannis Antetokounmpo, Mike Conley, Ty Lawson e o atual detentor do troféu, Ricky Rubio. A tendência era portanto de atletas da posição de base. Eram os bases contra o mundo, ou, neste caso, os bases contra o grego.

 

A primeira ronda arrancou com Rubio e Giannis a fazerem tempos fantásticos - 40,2 segundos e 38,8 segundos respetivamente - e com Ty Lawson que, no momento de escrita deste artigo ainda deve estar a concluir o percurso. É bom que Sebastião Santos vá buscar o seu base a New Orleans porque como as coisas são, Mário Pelicano está prestes a colocá-lo na sua DC.

 

Se Giannis conseguiu deixar para trás 4 bases na primeira ronda, era expectável que Rubio também se visse grego para conseguire revalidar o título que lhe pertencia. Assim foi, bailando, Giannis conseguiu superar o espanhol e venceu a prova com o tempo de 40,3 segundos na final. Primeiro título a cair para Indiana, sem esquecer que Guilherme Silva deu uma de Jorge Jesus e assumiu o prémio como um pouco seu... cérebro!

 

De seguida, os participantes do "Continente 3PT Shootout" começavam a alinhar-se no campo: Isaiah Thomas, Dion Waiters, JJ Reddick, Carmelo Anthony, DeMar DeRozan, Eric Gordon e Louis Williams! Acham que falta alguém? E falta mesmo... o detentor do título na época 5, Klay Thompson faltou ao evento para o qual estava convidado. Até ver ninguém da organização dos Knicks comentou o sucecido, mas há rumores que o atleta comandado por Pedro Vieira se perdeu na noite com duas mulheres e várias garrafas de álcool. Pedro Vieira parece dar a entender que o atleta está desculpado porque as razões assim o exigem.

 

Quanto ao que interessa, foi um concurso bastante disputado, com vários jogadores a realizarem prestações de respeito. No final da primeira ronda houve ainda tempo para um "Tie Breaker" entre Isaiah Thomas e Carmelo Anthony. O atleta dos Pelicans levou a melhor por 16-19 e juntou-se na final com Eric Gordon que tinha feito 24 pontos e Louis Williams que tinha registado 20 pontos.

 

Na final, o atleta dos Wizards, Eric Gordon, acabaria por confirmar a tendência da ronda inicial e levou a melhor, ainda que por apenas 1 triplo de diferença. Louis Williams teve a oportunidade de empatar no último lançamento mas falhou a bola que lhe poderia dar o troféu. Fim de contas, o título seguiu para Washington.

 

Estava na altura daquele que é para muitos o ponto alto dos eventos Allstar de sábado: o "Durex Slam Dunk Contest". Candidatos de peso não faltavam: Josh Smith, Russell Westbrook, Rudy Gay, Mario Hezonja, Jonathon Simmons e o vencedor do ano transacto, Andrew Wiggins.

 

A primeira ronda de afundanços teve dois extremos. Uma nota máxima, para Andrew Wiggins que entrou com tudo no concurso e dois falhanços para Rudy Gay que resultaram numa nota fraquíssima de 25 pontos. A segunda ronda reservou para o público presente mais uma nota máxima para Wiggins que, desta vez, foi acompanhado por Russell Westbrook no tão desejado '50'. Entre Wiggins e Westbrook surgia o atleta dos Sixers, Jonathon Simmons que acabou por se intrometer na luta e seguiu para a final com os dois favoritos.

 

Na final o que se assistiu foi um duelo titânico entre Westbrook e Wiggins. O primeiro acabaria por levar a melhor por detalhes. Não faltaram 360's, windmill's, adereços, saltos por cima de colegas de equipa, afundanços da linha de lance livre, etc. Simmons também não esteve mal mas não conseguiu acompanhar o ritmo destes dois. Fim de contas, o troféu seguiu para a parte Purple and Gold de LA.

 

 

Depois de tudo isto, eis que chegaria o dia e momento mais aguardado de todos: o All-Star Game! A conferência Oeste tinha vantagem histórica no embate (4 vitórias e 1 derrota) mas todos sabiam de antemão que a conferência Este partia mais forte este ano. Os condimentos eram perfeitos e deixavam antever um grande jogo, foi o que acabaria por acontecer.

 

A pontuação foi alta desde o primeiro período e o ritmo intenso desde o primeiro minuto. Notava-se que os jogadores da Conferência Este estavam com orgulho ferido, não queriam perder novamente e os níveis de competitividade acabariam por surgir mais cedo do que é habitual neste tipo de jogos. Mas esse facto acabou por favorecer o jogo e com um grande equiliíbrio a vitória acabaria por surgir ao lado Este, por 141-136.

 

O MVP da partida foi Lebron James. O atleta dos Boston Celtics anotou 37pontos, registou 9 ressaltos e ainda teve tempo para oferecer 6 assistências. Logo a seguir apareceram Isaiah Thomas e Kevin Durant com 16 pontos cada. Na equipa da Oeste, o melhor marcador foi Anthony Davis com 22 pontos e 11 ressaltos, bem secundado pelos 20 pontos de James Harden e Kawhi Leonard e, também, pelo quase triplo-duplo de Westbrook - 17 pontos, 8 ressaltos e 10 assistências.

 

Fica ainda nota de que todos os jogadores marcaram pelo menos um lançamento e ninguém ficou em branco nesta festa de basquetebol. O ChampNBA está mais vivo do que nunca, catapultado por magnificas prestações dos jogadores e, sempre acima de tudo, dos GM's que fazem esta liga.


ChampNBA: Home | Regulamento
©2017 ChampNBA Basketball League. All rights reserved.